Fique Ligado
Home » Saiu na Imprensa » Minuto Mais – Greve: Manifestações com pouca adesão fecham estradas; BH fica sem metrô e Itabirito sem atos

Minuto Mais – Greve: Manifestações com pouca adesão fecham estradas; BH fica sem metrô e Itabirito sem atos

Publicado em 30/06/2017 | Categoria: Saiu na Imprensa


12h7, 30/6 – Manifestação na Praça Sete, em BH. Foto: Sindicato dos Metalúrgicos de Itabirito

Manifestantes fecharam estradas em MG e em outros estados, bem como deixaram a capital (Belo Horizonte) sem metrô. Em Itabirito (MG), não houve atos grevistas. De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), na BR-356, nas proximidades do município itabiritense, “está tudo tranquilo”.

O que se vê em todo país são protestos com número de pessoas aquém do esperado.


Maria Cristina da Luz, 30, que precisava chegar ao trabalho no bairro Saudade, Região Leste da capital, disse que a greve é importante, mas a falta de transporte prejudica o trabalhador. “Agora vou ligar para o patrão e ver o que faço”, afirmou. Foto: Leonardo Augusto, especial para O Estado de São Paulo

 

 

Manifestações aconteceram em várias partes do país durante a “greve geral” desta sexta-feira (30). O movimento é contra as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Belo Horizonte 

Segundo o jornal Estado de Minas, em Belo Horizonte, as estações do metrô estão fechadas.

“Na tarde passada, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) chegou a deferir uma liminar estabelecendo que os metroviários cumprissem uma escala com 80% dos trens circulando, no período das 5h30 às 10h e das 16h às 20h. Nos demais horários, os trens deveriam circular com 60% da frota. No entanto, o presidente do Sindicato dos Metroviários, Romeu José Machado, já havia adiantado ao em.com.br que a tendência era de que os trabalhadores não aceitassem a liminar”, informa o jornal.

A atitude dos manifestantes, de parar o metrô, prejudicou milhares de trabalhadores que ficam impedidos de chegar aos locais de trabalho. Eles tiveram de buscar meios alternativos para a locomoção.

Ainda segundo o jornal, os ônibus do transporte coletivo estão circulando normalmente na capital mineira.


BH nesta sexta-feira: com a paralisação do metrô, ônibus foram ainda mais procurados pelos usuários que precisavam trabalhar. Foto: Flavio Tavares/Especial para o jornal Hoje em Dia

O Estado de Minas ainda informa que um grupo colocou fogo em pneus na pista da Avenida Cristiano Machado, no sentido Centro, na altura do Bairro Palmares, na Região Nordeste da capital. Com a chegada da Polícia Militar (PM), eles deixaram o local.

Na Avenida Padre Pedro Pinto, em Venda Nova, também há manifestação. De acordo com a BHTrans, o protesto ocorre na alça de acesso à Estação Venda Nova.

Às 9h, houve início de manifestação na Praça Sete, Centro de Belo Horizonte, com fechamento esporádico de vias, mas sem transtornos no trânsito.


Sindicalista Robson Paulino, em BH, na manifestação na Praça Sete. Foto: divulgação

 

 

 

 

Em mensagem enviada ao Minuto Mais, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Itabirito, Robson Paulino, às 10h50, informou que a manifestação estava se iniciando na Praça Sete.

Já na Praça da Estação (BH), segundo o jornal O Tempo, a adesão ao protesto marcado para às 9h, é tímida. Poucas pessoas se reúnem no local.

Mais cedo (por voltas das 7h), segundo o Estado de Minas, outro grupo protestava na Cidade Industrial, próximo ao Carrefour. O trânsito ficou lento na BR-381, no sentido Belo Horizonte.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de BH (Sindibel) afirmou que as Unidades de Pronto Atendimento da capital e o Hospital Odilon Behrens estão com o atendimento normalizado nesta sexta-feira. Os centros de saúde, no entanto, de acordo com o Sindibel, estão paralisados.


Trânsito parado em vários pontos de BH por causa da greve geral. Foto: Flavio Tavares/Especial para o jornal Hoje em Dia

De acordo com o jornal Hoje em Dia, O Sind-Rede, que representa os professores da rede municipal de Belo Horizonte, calculou, no início da manhã, uma adesão de 60% ao movimento, ou seja, as escolas belo-horizontinas não tiveram dia normal de aula.

No interior de Minas Gerais, a BR-267, próximo ao km 120, em Juiz de Fora, ficou interditada.

Brasil

Segundo o jornal O Tempo, em Brasília (DF), assim como em BH, metroviários paralisaram os serviços. Ônibus estão parcialmente parados. Ato reúne manifestantes na Esplanada dos Ministérios.

Em São Paulo (SP), no início da manhã, Polícia Militar interferiu em protesto. De acordo com a Frente Brasil Popular, dois manifestantes foram detidos.

Na capital paulista, apesar dos protestos nas vias de acesso aos aeroportos, voos não estão sendo afetados.

Greve esvaziada em SP

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a greve na capital paulista foi esvaziada uma vez que o setor de transporte não aderiu ao movimento.

Isto se deu porque (segundo um dirigente da CUT, em entrevista à Folha) as reformas do governo federal não estão em pauta neste momento.

A reforma trabalhista será discutida na semana que vem no Senado e a previdenciária está parada desde maio, com as delações do dono da JBS.

Uma reunião com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, com sindicalistas, na qual foi agendada uma audiência entre sindicatos e Temer, teria contribuído para o esvaziamento da manifestação em São Paulo.

O ministro sinalizou com a manutenção da contribuição sindical na reforma trabalhista.

Cidades de Minas Gerais onde estão sendo realizadas manifestações segundo o jornal Hoje em Dia

Manhuaçu, Juiz de Fora, Capinópolis, Araguari, Conselheiro Lafaiete, Muriaé, Ituiutaba, Caratinga, Governador Valadares, Varginha, Ribeirão das Neves, Montes Claros, Pouso Alegre, Cataguases, Leopoldina, Volta Grande, Nanuque, Pará de Minas, Timóteo, Ipatinga, Ouro Preto, Uberlândia, Itaúna, Divinópolis, Patrocínio, Uberaba, Diamantina, Unaí, Pirapora, Alfenas, Paracat, Poços de Caldas, Ponte Nova e Passos

Matéria com informações dos sites dos jornais Estado de Minas, O Estado de São Paulo, Hoje em Dia, O Tempo e Folha de São Paulo.

 

Fonte: http://minutomais.com/brasil/greve-manifestacoes-com-pouca-adesao-fecham-estradas-bh-fica-sem-metro-e-itabirito-sem-atos.html

Comentários

comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.Campos obrigatórios estão marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>